Pilar da Economia Brasileira

  • Post category:Agronegócio

O agronegócio brasileiro é responsável por grande parte da economia do país, representando cerca de 21% do Produto Interno Bruto (PIB).
É também um campo repleto de oportunidades de investimentos, desenvolvimento e geração de empregos. Identificado como um importante pilar da
economia brasileira, a relevância desse complexo para a economia nacional pode ser medida por indicadores da magnitude
de um produto interno bruto (PIB), que é uma medida de valor dos bens de serviços que um determinado país produz num período, na agropecuária, indústria e serviços.

Atualmente, o agronegócio é capaz de produzir diversos tipos de matérias-primas e sustenta outros setores da econômica brasileira, oferecendo subsídios para confecção de roupas, produção de papel, móveis, biocombustíveis, medicamentos e materiais de higiene pessoal.
Sem isso, outros pilares que sustentam a economia do país entrariam em colapso e desmoronariam, causando grande impacto negativo para o crescimento nacional.

A atual agricultura que vem sendo praticada e desenvolvida no Brasil elevou o país com o status de um importante fornecedor mundial de alimentos, tornando um país como o terceiro exportador de produtos agrícolas, com desempenho expressivo nos últimos anos. (Dados da Organização Mundial de Comércio (OMC).

O agronegócio é subdividido em quatro segmentos:

Insumos;
Agropecuária;
Indústria (de base agropecuária);
Distribuição (transporte, comércio e serviços).
Todas as atividades envolvidas com a agricultura resultam em negócios, o que emprega uma grande complexidade sistemática que inclui as atividades internas realizadas na propriedade rural e as atividades externas, sendo executadas de fora da propriedade rural, que englobam a produção, armazenamento e comercialização dos produtos e insumos agrícolas.

Deixe uma resposta