Trigo: outubro pode chegar ao fim com metade da safra já comercializada

  • Post category:Sem categoria

As safras de trigo no Paraná e no Rio Grande do Sul, maiores produtores de grãos do país, estão aumentando e, mesmo com preços elevados, os preços estão em um dos maiores níveis da história. Nesta semana, o governo afirmou que vai abolir as tarifas externas comuns e promover a importação de trigo de regiões fora do Mercosul.

Segundo dados do Ministério da Economia Rural, do Paraná, a safra chegou a 79%. Na comparação com o ano passado, a obra está se acelerando e 76% da safra foi concluída no ano passado. A previsão do Deral é que a safra gaúcha atinja 33 milhões de toneladas e seja uma das cinco maiores safras registradas no estado.

No Paraná e Rio Grande do Sul, mesmo com a oferta, os preços estão
em um dos mais altos patamares da história.

No Rio Grande do Sul, a produção segundo a Conab chegará a 2,5 milhões de toneladas, um aumento de 12% em relação ao ano anterior. Segundo a Emater, a partir desta quinta-feira, a safra de cereais foi de 18%, ante 7% no mesmo período do ano passado. No estado, a cotação chegou a 1,669 milhão de reais, maior patamar desde o início da safra.

Diante da alta dos preços, o governo sinalizou sua intenção de promover a importação de grãos. Questionado sobre uma entrevista ao jornal “Canal Rural Mercado & Companhia”, quando questionado se a TEC está sendo retirada do trigo, Sergio De Zen, diretor de política agrícola da Companhia Nacional de Abastecimento, respondeu que qualquer oscilação brusca de preço, todas as oscilações estão no radar.

Deixe uma resposta